Search
Tuesday 27 June 2017
  • :
  • :
Última Atualização

IV Edição da Mostra de Teatro de Rua em Alfenas.

IV Edição da Mostra de Teatro de Rua em Alfenas.

 

Teatro em Alfenas

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura juntamente com o centro de pesquisa teatral Mundo-Cepetem, realizaram entre os dias 13 a 16 de novembro a IV edição da Mostra de Teatro de Rua em Alfenas.

A mostra procura promover a acessibilidade e a democratização cultural, além de proporcionar intercâmbio entre artistas.

A edição deste ano contou com a participação de diversos grupos teatrais das cidades de alfenas -grupo teatral cem nome, com a peca ‘’os loucos também são loucos’’ e o grupo mundo teatro com a peça ‘’Cara… vela’’.

Da cidade de Guaxupé – grupo Passarim/grupo de contadores de histórias do instituto cultural Elias José.

Da cidade de Betim – trupe Dell’Arte com as pecas ‘’o palhaço pede licença’’ e ‘’Ribamar, o avarento’’.

Um dos grandes destaques da mostra aconteceu no domingo dia 16 com a presença do grupo teatral peripatéticos da cidade de Ouro Preto, estreitando o maravilhoso espetáculo ‘’o cachorro’’, uma livre adaptação da obra o mendigo ou o cachorro morto, do dramaturgo alemão Bertold Brecht.

O Diretor Samir Antunes e o ator Renato Ribeiro, disseram que foi uma ótima oportunidade de estrear o espetáculo num evento que já conta com sua quarta edição, sendo importante o contato com outras pessoas, um público receptivo, diferente do que estão acostumados a apresentar e ainda disseram que foi muito importante testar o que eles utilizaram em todo processo de ensaio, dentro de uma mostra de teatro de rua, com um público diferente, percebendo algumas coisas importantes quanto crescimento ou melhorias, vendo o que está funcionando ou
não dentro de um espetáculo.

O diretor Samir Antunes ainda ressaltou que o teatro de rua, embora seja popular, seja para um público bem heterogêneo, é um tipo de teatro
que ainda tem ficado meio de lado, ele acredita que uma mostra de teatro venha para fortalecer esse tipo de espetáculo.

Como nas edições anteriores os espetáculos foram apresentados em espaços públicos e de forma gratuita

Por: Paulo Santini